sexta-feira, 25 de julho de 2008

Palavras

Nas palavras não ditas
 nas palavras sussuradas 
 nas palavras caladas 
 te encontrei
 na palavra dos teus olhos
 no teu sentir
 no teu pensamento
 nas tuas emoções
 te descobri 
 andei a procura das palavras
 p’ra te dizer o meu sentir 
 so que não as encontrei 
 foi nas palavras coladas ao meu coração
 por onde caminhastes
 que nos encontramos.

18 comentários:

Mário Margaride disse...

Querida Helena,

Depois de uns dias de "folga", aqui estou de novo para agradecer as palavras sempre carinhosas, com que me presenteias nas tuas visitas aos meus cantinhos. E desejar-te um excelente fim de semana, com tudo de bom.
Um grande beijinho, com muito carinho e amizade.

Mário

Luna disse...

Existem vários caminhos para chegar ao coração,
Se conseguimos chegar é porque o caminho estava certo, ~
E era essa a pessoa correcta

beijinhos

** L e n a ** disse...

Mario,
por vezes bém precisamos desses momentos de "folga"...e voltar depois em plena forma.

Beijinhos

** L e n a ** disse...

Luna,

O caminho tem sido longo....

Beijinhos...

P.S. Hoje meu filhote anda por ai, a pisar essa areia, a respirar esse ar.....

Anónimo disse...

As palavras ditas pelo coração são as mais belas e por vezes não saem, são ditas no silencio
Adorei o poema
Beijinhos
Dia

** L e n a ** disse...

Dia,

São palavras sentidas...

Beijinhos

Luna disse...

multiolhares

e tu linda quando vens de ferias

esta praia esta cheia demais, gosto da Nazare mais calma,quando posso respirar esta maresia, meditar na areia sem barulhos, só o cantico das ondas a beijar o areal
beijinhos

** L e n a ** disse...

Luna,

Estarei por ai de hoje a duas semanas, se tudo correr bém.
Gostei da Nazaré por ir ai varias vezes no ano fora do verão...
encontrar esse calmo, ouvir as ondas do mar e sentir essa marésia...
Anseio de ver essa praia cheia, de não a reconhecer...
gostei tanto dela em fevreiro e em maio...
Nem tudo é como queremos.

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
palavras,
gotas de mar
de olhar sentido,
ondas caladas
descobertas,
vagas sussurradas
os meus alertas,
,
conchinhas de sal
,
*

** L e n a ** disse...

Poetaeusou,

O mar diz tanto sem palavras
o mar é um poema
se assim fosse na vida....

Um beijo

Anónimo disse...

Ana
As tuas palavras traduzem a força do poema!
Bjos

** L e n a ** disse...

José,

meus pais me deram o nome de Lena...
As palavras são um pouco "magia", consegue se fazer passar através delas tudo quanto queremos...

Um beijo

O Profeta disse...

Majestosa e altivamente submissa
Uma árvore curva-se à lagoa
Encontrei um arco-íris perdido na terra
Este canto não pára até que a alma doa


Convido-te a olhar os sentires que emanam do altar do Sol


Boa semana


Mágico beijo

Anónimo disse...

Lena minha amiga!
As tuas palavras, foram muitas vezes o meu alento.. elas confortaram-me e acarinharam-me em momentos tão dificies nestes quase 4 anos da nossa amizade sobretudo nas doenças da minha filha.
Hoje que ela completou o 12º ano, fiz-lhe uma homenagem no meu blogue e não poderia esquecer-me da minha grande amiga Lena
Obrigado
Dia

gaivota disse...

olá lena, palavras para quê???
caminhos turtuosos que se vão percorrendo e as palavras encontram-se sempre,símbolo de uma amizade!
beijinhos

** L e n a ** disse...

o profeta,

obrigada pelo convite
irei espreitar teu cantinho

um beijo

** L e n a ** disse...

Dia,

fico feliz para tua filha
meus parabéns para ela e para ti
ela tem uma grande mãe, soubestes enfrentar sempre os piores momentos.

Beijinhos para ti e para tua filha.

** L e n a ** disse...

Gaivota,

é verdade que gosto de palavras doces, aquelas que vão directamente o coração...
mas também pode ser um olhar profundo...
o mesmo so no sentir, sinto que ele esta a pensar em mim como eu em ele...
é essa a magia duma grande amizade...

Beijinhos.