sexta-feira, 23 de setembro de 2022

23 de setembro 2022...



 

O ano deu mais um ciclo. Mais um ano acabado e outro a começar. 
Tenho a sensação de estar num período de transição. 
Esperando algo de novo, um novo começo, algo de diferente.
 é como a acalmia antes da tempestade.  
Porque a vida tem de ser vivida. Quero a sentir correr nas minhas veias. Sentir a brisa no meu cabelo. E ver o desenho dum sorriso no meu rosto.

Durante anos andei sem tempo. Hoje quero aproveitar cada momento, cada segundo, amando a vida com tempo. Viver por mim. Isto é ser um pouco egoísta.  

So que o horizonte da vida esta negro. O futuro é muito incerto. Vamos passo a passo por este caminho inseguro,  ver até onde ele nos leva..

segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Setembro chegou...

 



Setembro, o mais lindo mês do ano ! Anuncia o princípio do outono, com suas cores quentes e seus dias menos quentes.

Mais um ano a passar depressa demais. Passei este verão por aqui, por várias razões  pessoais. Uma delas foi a nascença do meu netinho Marius.  Marius nasceu a 5 de julho, é o irmãozinho de Lucas e Elise. Ele é muito lindo.

Depois que deixei de trabalhar, fiquei isolada do mundo, de tudo. Não é só uma impressão, é mesmo uma constatação; muito devido a esta pandemia. 

Quando leio alguns artigos para me informar, parece que tudo vai ficando cada vez pior. Falta de médicos, serviços a fechar. O pior é ver aquela mulher grávida morrer por falta de cuidados. Que país é esse ?  Desde que escrevo em blogs, sempre falei do serviço de saúde como havendo o dos ricos e o dos pobres; e é melhor não adoecer em Portugal. Além disso,  há muitos bons médicos e pessoal de saúde, pena não serem reconhecidos pelo seu valor. Serem pagos uma miséria. 
Em França também temos esse problema de falta de médicos e pessoal de saúde nos hospitais com serviços a fechar. Antes tínhamos um bom serviço de saúde, hoje menos bom. A pandemia passou por ali, e deixou o pessoal cansado. Alguns demitiram-se e mudaram de trabalho.  O governo aumentou os salários, mas não chegou; é preciso mais pessoal, só que não há. Trabalhar no meio da saúde não é simples fisicamente e psicologicamente. O pior é a falta de tempo para cuidar dos pacientes, isso é o que mais custa : não ter tempo para fazer o trabalho como gostaríamos. Isso não tem preço.


Desejo-vos uma boa semana !

Beijinhos e abraços a tod@s que por aqui deixam um pouco de si.

sábado, 6 de agosto de 2022

Tempo de verão




 

Tempo de verão, tempo dos emigrantes fazerem aquela grande viagem até ao seu querido país. é o mês tão esperado e desejado de todos os que vivem longe. Regressar às raízes. Abraçar a família.  Aquele tempo em  que se ouve "tudo aumenta por causa dos emigrantes " e não éramos assim tão bem-vindos. Nossa maneira de nos expressar, era por estarmos muito felizes, é uma felicidade indescritível, só quem é o já foi emigrante conhece.

Trabalhar um ano inteiro para depois ir aproveitar um bom descanso na terra onde nasceu, é isso que todo português a viver no estrangeiro deseja.
Quando trabalhava era minha motivação primeira  para cada dia. Agora não trabalhando, posso ir a Portugal quando me apetece e evito o verão. Prefiro os outros meses para me sentir em Portugal. Porque quando vou no verão encontro quem ? Quem vive como eu fora, quem fala como eu, falo mal o português ou quem fala em francês.



sábado, 9 de julho de 2022

Pintando...



 

 Minha tela ainda fresquinha

Gosto de pintar, ouvindo música.  hoje foi música country de Willie Nelson. Adorei.

Foi um momento de descanso, paz e harmonia.

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Sem inspiração....



 

O que fazer quando se quer escrever e a folha fica definitivamente em branco ?

Onde e como encontrar a inspiração quando ela não quer vir ? De onde vem a inspiração ? será que vem do fundo de nós ? de dentro de nós ? o  da nossa imaginação ?
Escrever sobre o quê ? 
Escrever sobre a vida ? quando se vê que tudo à nossa volta vai ficando cada vez pior. 
Tudo está aumentando menos os salários, é a culpa da guerra na Ucrânia ? será mesmo ? Tenho dúvidas. Parece que estão a empobrecer os povos para conseguir melhor os dominar.
E esta guerra chegou mesmo no bom momento para o conseguir.
Isto faz-me lembrar um professor de história do lyceu que dizia " quando tudo vai mal e os governos não sabem como seguir em frente, fabrica-se uma guerra. Uma guerra é um bom negócio. As fábricas de armamento precisam de vender."  Não estou a dizer que a guerra na Ucrânia foi assim fabricada, desconheço as causas desse acontecimento. 

O que é impressionante com este blog, é ver até onde ele consegue chegar, tem viajado através de todo o planeta. 

Desejo tudo de bom a todos que por aqui passam...

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Urgentemente




É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer.



Poema de Eugénio de Andrade, 

pseudónimo de José Fontinhas, nascido no Fundão


domingo, 15 de maio de 2022

Escrever não é simples...



 

Queria ser poeta

escrever te belos versos e onomatopéias
minhas letras se transformarem em palavras sentidas
cheias de amor e paixão
fazer sorrir uma flor
olhando para o sol
o fazer-te navegar 
até chegares a este porto-abrigo

Só que ser poeta é muito mais do que isso
é ser um sonhador 
é ver o mundo com a alma
e senti-lo com o coração
e muita imaginação

ah ! se fosse simples 
qualquer um podia ser um Fernando Pessoa
o um Camões
o escrever poemas de amor como Pablo Neruda
e Florbela Espanca

Eu simples mulher tento
escrever sem rimas
as palavras que sei
metendo nelas todos meus sentidos
emoções e sensibilidade
e todo o amor que tenho em mim.

Lena

segunda-feira, 2 de maio de 2022

27 de abril 1967...



 

A 27 de abril 1967, cheguei a terras de França depois duma grande viagem de comboio, tinha apenas 6 anos. Cheguei na cidade de Belfort, uma das cidades mais frias deste país. Achava-a muito cinzenta. 
Meu pai foi um homem corajoso em partir à procura de uma vida melhor para a sua família.  Era um homem trabalhador, inteligente, sem medo.
O povo português é em geral assim nunca teve medo de partir à procura de novas oportunidades nos quatro cantos do mundo. 
Não sei o porquê dizer " aos quatro cantos do mundo, quando sabemos que o planeta é redonda. 😉 
Ando mesmo sem inspiração. Gostaria de escrever mais, mas...

Beijinhos e abraços a todos que por aqui passam ❤


sexta-feira, 15 de abril de 2022

Feliz Páscoa !




Entrei na blogosfera em 2005. Tinha 45 anos, estava de baixa médica depois dum acidente de trabalho. Trabalhando no meio de saúde, um trabalho onde é preciso ser bastante resistente fisicamente como mentalmente. Acabei por alajar a coluna e estive parada quase um ano.

Nesses tempos lembro que mal sabia escrever em português. Escrevia com muitos erros, eram palavras misturadas em francês e em português. Era  original.  E com o tempo consegui melhorar minha escrita. Mesmo assim gostava de escrever o que me vinha à alma.
Estou a dizer isso, porque hoje pouca coisa me vem à alma. O vem e não consigo por essas reflexões pela escrita. Vivemos um período tão difícil. Vejo o futuro próximo tão péssimo, que não me apetece escrever sobre isso. Já vivê-lo custa bastante. 
Depois de uma pandemia que ainda não acabou, estamos com uma guerra à nossa beira. Tempos difíceis. Sem saber como será o dia de amanhã. 

O que gosto mais neste meio da blogosfera é receber  vosso carinho nas vossas visitas e comentários. Isso sim me aquece o coração e a alma.
Muito obrigada a todas e a todos pela vossa simpatia.

Desejo-vos uma Feliz Páscoa cheia de Paz, Alegria e Amor !

 

segunda-feira, 4 de abril de 2022

Titou






Eu sou o Titou, nasci a 4 de fevereiro de 2022. Meu pai é um Podengo preto alto, minha mãe também é um Podengo castanha mais baixinha, muito carinhosa e me educou muito bem até ter quase 7 semanas. Tenho dois irmãos e três irmãs. A  20 de março vieram me buscar e fiz minha primeira grande viagem de carro. Portei-me bem. Gosto de brincar, e mordiscar com meus dentinhos. A primeira noite chorei, senti-me muito sozinho, então meu dono levou-me para o quarto perto dele e me falava e acariciava sempre que precisava. 
Tenho um grande jardim onde posso correr e vou descobrindo muita coisa nova a cada dia que passa. Gosto de roer tudo o que encontro, sapatos, camisolas, atacadores..

domingo, 3 de abril de 2022

Viagem

 

Se não vieres,
eu partirei
sozinho
pela estrada-de-noite
que se alonga
na planura
sem
fim.
Levarei nos meus olhos,
cansados
de esperar,
a tua imagem
-que ali ficou
à força de sonhada
-e ela será
a luz
que me há-de guiar
na noite
sem madrugada...
Partirei triste
-eu
sei-
por não teres chegado,
como tinhas dito
-e triste,
sobretudo
por ver
que não vieste
por não te merecer...
Mas o que ninguém consegue
é tirar
a tua imagem
dos meus olhos
deslumbrados!
Eu tenho-a,
viva,
lá dentro
e, para que ela não fuja,
hei-de levá-los... fechados!...


Alfredo Reguengo


domingo, 27 de fevereiro de 2022

Solidária com a Ucrânia





 


                                 Solidária com a Ucrânia




Por vezes nem é preciso palavras
p'ra dizer aquilo que estou pensando
e  sofrendo com o povo ucraniano