sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Tempo...


Tudo esbarra, desliza
entre minhas mãos
o tempo voa, passa
segue seu caminho
levando e modificando
a face da terra
sem parar nunca.

Não consigo segurar nada
nem a ti, nem o tempo.

7 comentários:

utopia das palavras disse...

Voando...
na saudade
vou ficando
com o tempo
que corre
lesto
e ficando...
vou amadurecendo
este amor...
pla vida!

Beijo
Bom fim de semana

Duarte disse...

Que seja voo lento
mas garantido,
como o da cegonha!
Segue o teu destino
que atinarás.
Estou seguro,
que conseguirás.

Abraços

poesianopopular disse...

Lena
Não precisas segurar nada!
Basta só usufruires!
A vida é isso mesmo :- dar e receber!
BjoAmiga

gaivota disse...

a vida é uma mutação constante...
o tempo encarrega-se de tudo, mas segurar, nada se segura, é viver um dia de cada vez
bom fim de semana
beijinhos
(não vou à naza à meia maratona, não posso..., talvez paraa semana e trago notícias fresquinhas!)

Lena disse...

Obrigada pelos vossos comentarios;
vocês me dão a vontade e a força de vontade de continuar.
é este o bom lado da net, é receber vossa amizade.

Desejo vos um bom fim de semana !

Beijinhos

Anónimo disse...

Olá Lena!
Nem o dinheiro eu consigo segurar, neste momento, não se consegue segurar nada.
Beijinhos
Dia

Lena disse...

Dia,

Esse é tão pouco
e com as cartas bancarias e cheques ja nem lhe tocamos e ele desaparece sem dar-mos por ela..

Beijinhos