segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O Ano Novo está a porta....Bom Ano 2 011 !



Pronto.
Este ano decidiu acabar.
Vou enterra-lo,
bém profundo.
Esquecê-lo.

O Novo Ano est
á a bater a porta !
deixa-lo entrar...
Suas carruagens vem cheias de sonhos e desejos,
felicidade e alegria
e muita saúde.

Iremos todo o longo do ano,
de carruagem em carruagem,
com a esperança de preencher cada dia
com muito amor e carinho, sabedoria e inteligência.

Agora que somos mais crescidos,
um ano a mais,
vamos decidir do futuro o nosso,
não deixar que nos levem até o abismo...
aprender a dizer "já chega"...

Pronto,
este ano acabou;
e com o novo queremos
mudanças...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Natal Feliz !


Natal Feliz cheio de Paz, Amor e Alegria !

Que neste dia todos os olhares se iluminem,
resplandecendo no céu naquela noite cheia de magia...
e todos os corações se animem
e as armas se calem...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Desejos de Mulher...


Queria escrever palavras coloridas, quentes
mas meu coração esta gelado, fechado
há tanto tempo que deixei de escrever com a tinta
desta caneta
amor e alegria,
tristeza e fantasia
paixão e ternura
que delas já me esqueci
é na Fonte da minha inspiração
onde irei procurar
essas palavras
Quebrar este gelo que cerca este corpo
deixa-lo derrete-lo
Até ficar com um sorriso nos lábios
e voltar a ter o desejo de ser Mulher
como as ondas do mar, lindas
com seu movimento
Essa Fonte é meu Mar
Meu Mar que beija meu rosto
da sua marésia
e meus pés da espuma das suas ondas.




Mais um ano acabando

Mais um ano acabando. Foi um ano pessimo.
Um ano em que não vivi. Um ano onde algo em mim morreu.
Vou tentando esquecer esses dias negros da minha vida.
Nunca pensava, imaginava que pudesse haver tanta maldade neste mundo.
Que pudesse haver pessoas nos querendo tanto mal.
Na vida existe Forças. Forças do mal e do bém.
Também existe uma força dentro de nós.
Todo ao longo da nossa vida aprendemos a nos conhecer, a gostar de nós, a ganhar confiança; é auto-estima, auto-confiança.
Os amigos de todos horizontes encontrados através da net, pessoas que no real nunca iriamos conhecer nos enriquecem.
Eles são um espelho de nós.
Quando releio o que escrevi estes mêses passados até me arrepio,
ver e sentir ainda como andava.
Foi um episodio da vida que descobri, e consegui ultrapassar.
Agora só me resta abrir me ao mundo sem medo.
Hoje outras lutas estão a vista no meu caminho.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Nazaré é assim...

Naquela praça, nesta altura do ano, encontra se por ali castanhas quentinhas. E não só...
Aqueles bons figos passados, recheados com nozes o amêndoa também.
Eles teem um bom sabor a marésia e ao sal marino.


Foi neste mar prateado de novembro, numa tarde de sol,
onde andei...
E hoje duas semanas depois, ando pisando montes de neve e de gelo.
Este tempo frio e cinzento torna se muito pesado.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Que pais é este ? Para onde vai este Portugal ?



O estado português é um estado corrupto a todos os niveis.
Uma das maiores corrupção é aquela que toca a saúde.
Se uma pessoa doente quer uma consulta em urgência tem de aceitar em pagar o médico e não é reembolsado.
E esse médico que aceita de ser pago (corrupção ) é o mesmo que diz não ter vaga.
Se isso é normal para o povo vivendo em Portugal porque faz parte da rotina, do dia-a-dia, para mim é anormal, é inaceitável, não faz parte da deontologia da medecina.
Essa medecina dos ricos, onde os pobres não são nada não deveria existir em Portugal.
Esse estado é culpado, é assassino, deveria ser julgado por maus tratos a esse povo que esta sofrendo, agonizando.
já nem esta sobrevivendo, j
á está abaixo disso. Está o abandono, desprezado, maltratado. Nota se bém a crise em Portugal, em França também.
O pior é que ainda só estamos no principio dela; ainda não chegamos o "pic".

Passeio por Alcobaça



Já fazia uns tempos andava com vontade de ir a Alcobaça.
Não é que seja longe de onde vivo; é que o tempo é sempre pouco.
Do 18 a 21 de novembro havia no Mosteiro a XII Mostra Internacional de doces e licores conventuais.
Era mesmo a boa ocasião de aliar esta visita ao mosteiro e os doces.
Andei por lá na quinta feira, um dia um pouco cinzento. Não deu para ver bém o Mosteiro, tanto os doces brilhavam aos meus olhos. Não quiz resisitir aqueles bons sabores. Doces a base de ovos e açucar são uma delicia. E aquele molotoff provei-o logo no lugar; podia se estragar até chegar a casa.
Apetecia me l
á voltar outra vez, mas isso já não seria razoavel...




sábado, 13 de novembro de 2010

Fui ver meu Mar !


Amanha vou estar ali, em cima da minha falésia, olhando para meu Mar que é Nazaré...
Matar aquelas saudades e trazer aquele sol dentro de mim,
encher me de toda a énergia possivel para enfrentar o longo inverno...
Até breve !
Beijinhos e obrigada a todos que por aqui passam.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Procurando sempre o bom equilíbrio


Minha vida é um dilema. Isto de ser do signo da balança torna se uma chatice e por vezes faz confusão.
Quando é preciso escolher; peso sempre o prós e o contra.
E mesmo depois fico a pensar se escolhi bém; se não havia ter escolhido o outro.
Se pudesse não escolhia.
Porque se tenho de escolher é que as duas coisas me agradam.
O então é que tenho de escolher a menos boa; e nesse caso não escolheria nenhuma.
será que só quem é deste signo seja assim ?
Sempre a procura do equilíbrio.
Como dizia Shakespeare "être ou ne pas être, telle est la question".

domingo, 31 de outubro de 2010

Clermont-Ferrand vestida de cores outonais

Uma praça refeita, remodelada a imagem da cidade. clermont-Ferrand é uma cidade universitária; dai uma cidade de jovens durante o ano escolar.

Clermont-Ferrrand e sua "Place de Jaude". Uma praça mudando conforme os meses do ano. Mas sempre linda, agradável.


Sabe bém passear por ali, onde o barulho dos carros deixou de existir....

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Ao som da musica


Ao abrir a porta de casa,

quase a fechavas de repente

pensando que era engano.

Sintistes um perfume ambiente a jasmim.

A peça estava na penumbra,

velas acesas

poisadas pelos varios sitios ardiam calmamente.

Uma musica que reconhecestes logo

se harmonizava com aquela atmosfera.

Uma atmosfera sensual como tu adoras.

Fechastes os olhos,

pensando que estavas a sonhar,

era bém real.

Cheguei,

atirei-te para o sofá

e teu olhar seguiu minha silhueta.

Meu corpo começou a movimentar se

ao ritmo da musica;

as sombras no tecto e nas paredes o acompanhavam

comecei um streap-tease,

peça após peça.

Começando pela a saia preta, comprida,

continuando pela blusa;

deixando aparecer a roupinha interior preta de seda e de rendas.

Dansava a tua volta,

teus olhos brilhavam de desejo.

A roupa continuou a cair ao chão até descobrir a nudez daquele corpo,

os biquinhos dos seios iriçados.

Enquanto a musica tocou não podias tocar;

Depois sim……………….

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Hoje faço anos...


Os anos passaram muito depressa, depressa demais.

Foi tempo inteiro sempre bém preenchido.
Hoje faço anos.
Parei e olhei para trás.
Cinquenta anos já passaram desde do primeiro dia da minha vida.
O tempo passado já passou, e não volta atrás.
Guardarei na memória os bons momentos, boas recordações.
Os melhores momentos foram com os meus filhos : a nascença, o primeiro passo, a primeira vez a dizer "mãe" e muitos outros.
Ainda não consigo acreditar que tenho esta idade.
Muito caminho percorrido, muito lutei, muita lágrima correu, e foi com muita dor que a vida se abreu a minha frente com estes 50 anos.
Pronto, estou no meu outono, bém madurinha, bela e colorida,
pronta para mais aventuras.
Cheguei onde queria chegar.
Queria ser uma mulher "feliz".
E sou uma mulher feliz,
feliz em viver simplesmente,
com saúde e com meus filhos, familia, e amigos a minha volta.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Palavras caladas e silêncios que falam


Por vezes escrevo para não ficar quieta o calada,
gosto de por palavras no meu teclado,
quando elas saiem ficam gravadas
no sitio onde chegam o querem chegar...

Gosto de escrever palavras que falam,
ver teus olhos sorrindo,
e ouvir teus silêncios,
ver te ficar pensativo...

Mesmo sem dizeres nada,
te oiço, te sinto...
como se estivesses aqui,
e nenhuma palavra pode descrever isso...
só os silêncios...

sábado, 18 de setembro de 2010

Sou passageira do tempo


Neste mundo vagabundo

sou passageira do tempo

espectadora da vida

coisas pequenas mas intensas me tocam

esta semana, no meu serviço, um filho esta acompanhando a mãe nos seus ultimos dias;

o vi lhe falando, lhe dando a mão.

Meu pensamento foi para meu pai…quém lhe dera a mão ?

Sou passageira do tempo que passa

e vejo este mundo não andar a volta como devia

gerido por fantochas com suas fantochadas

enganando o povo

matando os fracos

apertando a vida de cada um

a vida que, em tempo normal é dificil

Sou passageira do tempo a vir

esperando, sonhando com dias melhores

sonhando, esperando que o povo adormecido,

anestesiado acorda

Depois de este tantos anos duros, tristes

não aceitem algum doce

que esses senhores estão para lhes ofrecer

em troca de mais cinco anos

a fantochar e a rirem se de nós.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Começa a Haver


Começa a haver meia-noite, e a haver sossego,
Por toda a parte das coisas sobrepostas,

Os andares vários da acumulação da vida...

Calaram o piano no terceiro andar...
Não oiço já passos no segundo andar...
No rés-do-chão o rádio está em silêncio...

Vai tudo dormir...

Fico sozinho com o universo inteiro.
Não quero ir à janela:
Se eu olhar, que de estrelas!
Que grandes silêncios maiores há no alto!
Que céu anticitadino! —
Antes, recluso,
Num desejo de não ser recluso,
Escuto ansiosamente os ruídos da rua...
Um automóvel — demasiado rápido! —
Os duplos passos em conversa falam-me...
O som de um portão que se fecha brusco dóí-me...

Vai tudo dormir...

Só eu velo, sonolentamente escutando,
Esperando
Qualquer coisa antes que durma...
Qualquer coisa.

Alvaro de Campos

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Já faz cinco anos...



Entrei neste mundo da blogosfera faz hoje cinco anos.

Aprendi bastante neste tão pouco tempo.
Encontrei muitos amigo/as virtuais, com quem tenho me enriquecido muito.
Descobri a outra do meu "eu".
Bons momentos por aqui vou passando, escrevendo e recebendo vossos comentarios que tanto gosto.
No dia de hoje tenho um segredo a vos dizer...
Como sabem este blog é meu réfugio onde venho depois do meu trabalho...um trabalho por vezes dificil;
e aqui venho desabafar.
Este meu cantinho só é conhecido de vos;
aqui em casa ninguém conhece sua existência,
ninguém imagina que eu possa escrever na lingua de Camões.

Obrigada a todos !
Beijinhos....

domingo, 15 de agosto de 2010

Quem era eu ? Onde estava ?


Quem era eu ?
Já não sorria, não me reconhecia,

meu corpo não me pertencia,
onde estava, por onde andava ?

Já não sei

tinha desaparecido de mim,

meu coração mal batia,

estava cansado,

meu corpo mal me segurava
a cabeça não aguentava andar de pé;
um nada me irritava
Não comprendia o que acontecia
Onde é que estava ? Onde ?

Tinha deixado de ser eu

Chorava e permanecia inerte;
algo em mim me andava a comer por dentro;

sem poder lutar,
que mal tinha eu feito nesta vida,
para estar assim ?

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A alimentação faz parte do bom lado do dia-a-dia

A alimentação faz parte das coisas boas da vida; é um momento de convivência a volta duma mesa.
Numa marisqueira; provamos uma santola com pão torrado.

Uma sardinhada num pinhal a 500 metros do meu apartamento da Nazaré; fica na estrada que leva o parque aquatico. Está la tudo o que é preciso para fazer a assada. Encontramos ali alguma frescura...naquele dia de grande calor.

Aqui estão as sardinhas já preparadas e a salade de tomate com broa e pão caseiro...á nossa espera.


No restaurante "Maria do Mar", comemos naquele dia a noite algo de "ligeiro"..Começamos por uma sopa de peixe, depois um prato de amêijoa e para acabar uma espetada de lulas.


Em julho, todos os fims de semana há uma festa em alguma aldeia a nossa volta. E o que gosto mais nessas festas ? pois é...o café da avó e uma filhós...é um regal.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Vamos dançar o "Vira da Nazaré" !

Vamos la dançar um vira da Nazaré...
Eu adorei dançar com este rancho fantastico...
Estou ali no meio deles...
Reconheceram me ?

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Uma lição de pesca

Uma pescadora, frente ao mar, pouco convêncida.
Antes deste dia não pensava que o peixe pudesse andar tão pertinho da praia...

Enquanto o peixe não morde,
há tempo para uma pequena conversa com a minha tia...
A pesca tem isso de bom, pode se largar a cana, a deixar ali pescar só...

Aqui está o gesto do lançamento; pois o lançamento muito importante...Cuidado quando passarem ao pé de mim, afastassem bastante, sou um perigo...lol...

Uma bela baia esta de S.Martinho.
Uma praia onde vinha muita vez quando meus filhos eram pequenos.
Hoje estou ali sozinha face aquela imensidão...
Mesmo sozinha, até o peixe não quis vir. Apanhei um pequeno que voltou para o mar.

Mais algumas explicações do meu tio; um tio que adora a pesca...
foi tanta coisa so num dia...um dia bém preenchido...

E a isca..a isca, meu Deus! mexer nas miocas e o casulo !...
prefiro mais pescar com sardinha...

Para o ano continuarei a aprender.
Para um dia quando voltar viver em Portugal,
ir pescar no porto-abrigo da Nazaré.

sábado, 3 de julho de 2010

Fui de férias...

Amanhã espero estar ali...
Voltarei em agosto,
Até breve !

Beijinhos a todos...
Obrigado pelo vosso carinho e por existirem...

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Festas de S.João em Clermont-Ferrand (26 e 27 de junho 2010)

Clermont-Ferrand é a cidade depois de Paris onde reside mais portugueses.
Este ano faz 25 anos que Sr João Veloso, presidente da Associação "Os Camponeses Minhotos" organiza esta grande festa.
Este evento já faz parte dum grande momento do ano desta cidade.
Este ano varias grandes personalidades politicas seja portuguesas o francesas estiveram presentes. Tivemos cá por exemplo o Sr Embaixador de Portugal que veio de Paris, um representante de câmara de Braga, le maire de Clermont-Ferrand e mais algums...

A festa começou sabado a noite, onde varios grupos actuaram.
A meia noite a fogueira ardeu junto a um grande fogo de artificio e ao som dos Zé's Pereiras de Vaulx-en-Velin.
Depois ficou o grupo o Atlântico Show de Viana do Castelo até as quatro da manha. Um grupo de jovens que animou duma maneira muito agradável esta noitada.
E domingo a tarde houve um desfilo entre a Place Delille e a Place du 1er Mai.

No sabado foi inaugurado um novo espaço cultural "A Casa de Portugal" e uma nova rua "la rue de Braga" ao lado do Hospital d'Estaing.

Os portugueses reunidos mais uma vez para esta grande festa...

Aqui o Grupo Tipico do Val de Trofa; fez me pensar o Conjunto Antonio Mafra...

Os Zé's Pereiras nunca cá faltam. Estes vieram de Vaulx-en-Velin, ao lado de Lyon, a 180 km daqui.

A Fanfarra de Bombeiros voluntários de Moreira de Maia.
O Grupo folclórico "As Estrelas do Minho" de Vaulx-en-Velin, dançaram muito bém, são muito dinâmicos....gostei muito.

O Grupo folclórico de Moreira de Maia.

E para acabar o Conjunto "Atlântico Show" de Viana do Castelo.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Com duas o três notas de musica....

Com duas o três notas de musica,
dois corações se apaixonaram.
Ele é professor de musica, ela era sua aluna.
Naquele sabado 5 de junho juntaram se para tocar a mais linda melodia de amor e felicidade. Foi uma ceremonia emocionante.
Conheço a Emilie desde seus três anitos.
Foi um regalo ver tanto amor entre estes noivos.
Um grande momento !


E aqui a saida da igreja,
Sentei me a sombra duma arvore com a minha filha.
Estavamos a espera dos noivos, que la dentro estavam a ser felicitados.
O dia prometia ser comprido...

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Deixei o tempo correr


Dias e dias passando a grande velocidade.
Tenho tido pouco tempo para parar e pensar.
Por vezes é melhor deixar se levar, fluindo como um rio...é o que tenho feito.
Por isso tenho andado ausente daqui e até ausente de mim.
Este ano não tem sido dos melhores e não ficara para recordação.
A vida tem daquelas coisas que pensamos só acontece aos outros.
E quando cai em nós ficamos atordoados, sem comprender, ficamos em pedaços, partidos, perdidos.
Fiquei sem inspiração, deixando de pensar, reflectir, escrever.
Espero brevemente voltar a postar, poemar e a vos visitar com mais assiduidade.

Deixo-vos beijinhos
e o meu grande obrigado pela vossa presença e amizade.


sexta-feira, 4 de junho de 2010

Parabéns !


4 de junho 1983, nasceu meu pequeno Christian;
um dia de grande felicidade na minha vida.
Desejo lhe mil felicidades,
tudo de bom na sua vida presente e futura.
Ele possui as armas para enfrenta-la da melhor maneira.

Parabéns a ti meu filho !
Um beijinho te enviarei amanha ao acordar pelo telemovel.
A vida faz, que...vives longe de nós.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

Tenho tanto sentimento que...


Tenho tanto sentimento
Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

    Temos, todos que vivemos,
    Uma vida que é vivida
    E outra vida que é pensada,
    E a única vida que temos
    É essa que é dividida
    Entre a verdadeira e a errada.

    Qual porém é a verdadeira
    E qual errada, ninguém
    Nos saberá explicar;
    E vivemos de maneira
    Que a vida que a gente tem
    É a que tem que pensar.

    Fernando Pessoa, 18-9-1933

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Primeira adaptação a uma nova vida


Como disse Platão

"O começo é a parte mais dificil do trabalho"

Belfort, abril 1967...
Pela as ruas, uma menina com ar vazio, perdido, vai caminhando para a escola.
Os primeiros dias escolares como se sabe são um grande momento na vida de toda criança.
Ali aconteceu bruscamente,
sem estar preparada a isso.
Desses tempos nunca voltei a falar, estavam metidos numa gaveta fechada.
Faziam parte daquilo a esquecer.
Reabri essa parte da memoria do passado.
Me revejo menina que era;
sento aquele ar fresco que batia na cara pela a manha,
caminhando para a escola, pasta na mão;
tremendo por dentro, não mostrando a ninguém a angústia, o medo.
Aqueles prédios todos cinzentos, sem cor, sem odor me acompanhavam e me gelavam. Durante as aulas claro que não percebia nada.
Era abril, o ano escolar estava quase a termo, os alunos sabiam ler, escrever.
Durante o recreio, encostava me a uma parede, olhando para eles brincando, rindo, falando forte : estavam felizes de estar entre eles.
No meu cantinho a solidão pesava sobre meus ombros, a tristeza me invadia. Nesse momento pensava no sol do meu Portugal, nas amigas que la tinha e nas nossas brincadeiras. Uma delas era correr descalça, gostava de sentir meus pés na terra; enquanto agora tinha de usar sapatos...sempre.
Estava em França, na cidade de Belfort.
Tinha de me adpatar aquela vida e vila.
Era quinta feira da primeira semana escolar, sai de casa, ainda parece que foi ontem; o tempo estava fresco e escuro, sintia me tão pequena no meio daquela avenida
e estranho não via ninguém com a pasta.
O já ia atrazada o cedo demais, como saber ?
Tinha medo de voltar para casa, não queria criar problemas aos meus pais.
Cheguei a escola as portas estavam fechadas e la consegui comprender que aquele dia era dia de folga.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Frases em palavras


Escrever parece simples, mas torna se complicado.
Frente a esta página branca, minhas ideias misturam se,
não sabem se devem sair em francês o em português.
Sou eu de as dirigir, pois as ideias são minhas, não delas.
Estou de novo a embrulhar me.
E meus dedos que são eles ?
São escravos mandados pelo meu cérebro,
devem obedecerem me.
Meus olhos vão os guiando, e minha mente vai aceitando mais ao menos o que vê escrito.
Algo dentro de mim, por vezes sorri ao ler estas frases;
por vezes deixa cair lágrimas
quando as palavras estão a ser tristes demais e tocam o coração do lado mais sensível.
Bom, posso ir postar estas linhas...Consegui escrever alguma coisa.
Amanha tentarei escrever melhor e mais sentido.
Hoje tinha de ser algo de ligeiro,
pois tudo a minha volta está triste como o tempo.