quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Tarde de mais...


Quando chegaste enfim, para te ver
Abriu-se a noite em mágico luar;
E para o som de teus passos conhecer
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar...

Chegaste, enfim! Milagre de endoidar!
Viu-se nessa hora o que não pode ser:
Em plena noite, a noite iluminar
E as pedras do caminho florescer!

Beijando a areia de oiro dos desertos
Procurara-te em vão! Braços abertos,
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor!

E há cem anos que eu era nova e linda!...
E a minha boca morta grita ainda:
Porque chegaste tarde, ó meu Amor?!...

Florbela Espanca (Sonetos)

22 comentários:

Mário Margaride disse...

Belo poema de Florbela Espanca.

É verdade. Às vezes, é mesmo tarde de mais...

Beijinhos, e uma sexta feira muito feliz.

Mário

gaivota disse...

florbela espanca num dos seus melhores!
logo vou molhar os pés.........
estou a ir!!!
beijinhos

utopia das palavras disse...

A foto é tua? Está linda!
Um post muito bonito com o soneto da Florbela Espanca...sereno!

Beijinho

Lena disse...

Mario Margaride,

Acho que nunca é tarde demais,
porque enquanto ha vida, ha esperança..
Cai neste poema por acaso. Estava a pensar o que podia postar. Peguei no livro mais perto que tinha de mim, abri-o e cai sobre estes versos...gostei e postei.

Bom fim de semana Mario !

Beijinhos

Lena disse...

Gaivota,

Uma poeta unica !

Olha que eu também ia...molhar os pés...

Bom fim de semana Gaivota !

Beijinhos

Lena disse...

Utopia das Palavras,

Sou eu na foto Ausenda; foi em março na Nazaré...deu para molhar os pés...pois ali o tempo esta sempre bom.

Sereno...nada de melhor para começar o fim de semana.

Beijinhos

Duarte disse...

Obrigado... por trazer-me aqui um belo soneto, duma mulher que soube-os escrever nesse tom como ninguém.
São versos desgarrados pela paixão, numa ansiedade louca que passam ao extremo do desgarro com sofrimento e dor. Assim escrevia Florbela Espanca...

Muito bonito.

Beijinhos para ti

ZezinhoMota disse...

Gosto imenso ler "Florbela Espanca".

Boa semana.

ZezinhoMota

Mário Margaride disse...

Olá querida amiga!

Tens razão. Nem sempre é tarde de mais.
Espero que tenhas tido um bom fim de semana perlongado.

Antes de ir fazer óó, passei por aqui, para te desejar uma semana com tudo de bom.

Beijinhos

Mário

poetaeusou . . . disse...

*
Que linda tarde aberta sobre o mar!
Vai deitando do céu molhos de rosas
que o olhar se entretém a desfolhar
,
in-Florbela Espanca
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Boa escolha, emoldorada pelo nosso mar
beijinhos

Anónimo disse...

Olá Lena!

Lindissimo poema da Florbela, mas olha que a tua fota está muito linda...aquele mar calminho...

Estou de volta e vim bisbilhotar o teu blogue que está lindo.

Bjs

Dia

Lena disse...

Duarte,

Penso que, quando postamos algo, não é so por acaso...
Gosto muito de ler a Florbela Espanca, da maneira dela de escrever.

Beijinhos

Lena disse...

ZezinhoMota,

Então...ja somos dois a gostar.

Continuação de boa semana para ti também !

Beijos

Lena disse...

Mario Margaride,

Aqui não tivemos fim de semana prolongado Mario; embora que eu nem tenho fims de semana, nem fériados fixos em casa.

Sou sempre aquela que tem esperança e nunca desiste daquilo que quere.

Beijinhos

Lena disse...

Poetaeusou,

Lindos versos que aqui deixastes Poeta...

A poesia da cor e sonho a vida..

Um beijo

Lena disse...

Multiolhares,

Foi postado num dia onde devia estar a pensar neste nosso mar...


Beijinhos Luna

Lena disse...

Anonimo,

Ola Dia !

Que bom te ver de volta !
Aquele mar é unico Dia...

Podes bisbilhotar a vontade...

Beijinhos

Mar Arável disse...

Nunca é tarde

basta como fazes

no olhar das marés

Bjs

Lena disse...

Mar Aravel,

Também acho que nunca é tarde,
é neste mar onde renasço sempre.

Beijos

Vitor Lopes disse...

Nunca é tarde para o amor, seja ele de que forma se apresenta

Lena disse...

Vitor Lopes,

Também acho que nunca seja tarde,
e com Fé e Esperança tudo chega a quem sabe esperar.

Beijos