segunda-feira, 4 de maio de 2009

Eu quero...



Vou deixar de ser quém sou

porque ser quém eu sou

se não o quero ser

sera que sou

quém vocês querem que eu seja ?

so que eu agora vou ser

quém sempre quiz ser

mas se não é quém vocês querem

que importância

logo que eu seja quém eu quero ser


9 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
És tu sempre,
se quiseres
ser o que não és
logo serás quem és,
na dualidade
do que somos
somos o nós,
sem para os outros sermos
olhamos para nós
sem nunca nos vermos,
se não basta ser
temos que parecer !
parecer o quê ?
e o que é o ser ?
e qual a moral ?
é querer ser,
o que nos aprouver,
do pensar dos outros,
esquecer,
e na mudança ser,
porque ser ou não ser,
não sabemos o que somos . . .
,
Conchinhas solarengas, deixo
,
*

A.S. disse...

LENA,

Serás sempre tu, independentemente daquilo que os outros queiram que tu sejas!

Sê tu!... Mas sê plenamente!!!

Beijos...

Vieira Calado disse...

Um interessante jogo com uma ideia e palavras.

Bjs

Duarte disse...

Tu,
sê o que queres
e como queres
ser,
aceitar-te-ei
tal e como és,
quero que sejas
TU.

Beijinhos de boa amizade

gaivota disse...

tu és quem és és,
e querendo ser como és
serás sempre tu!
beijinhos

Multiolhares disse...

O importante é sabermos quem somos, ou pelo menos o que queremos ser, só assim seremos reais, não nos podemos deixar manipular pelas mãos que querem moldar o barro, quando não, perdemos a nossa individualidade

Mar Arável disse...

Desconfia dos espelhos

utopia das palavras disse...

Serás sempre o que quizeres ser!
Um jogo bonito de palavras!

Beijo

Lena disse...

Obrigada a todos pelos comentarios;
quando escrevemos algo não é por acaso,
existe sempre uma razão;
por vezes é uma luta de todos os dias para conseguir o que queremos.

Um beijinho a todos vos !