sábado, 28 de fevereiro de 2009

Pensamentos


Enquanto antes conseguia escrever algumas reflexões o pensamentos sobre a actualidade, hoje não consigo.
Minhas ideias se sucedam mais depressa que aquilo que consigo escrever. Se atravessam umas acima de outras, sem as conseguir ordenar. Por vezes não consigo encontrar a palavra certa, o apetecia me misturar o francês com o português; coisa que fazia muito antes e agora menos. Acho o português uma lingua agradável e até gosto de o falar...com meu sutaque.
Hoje também há pouco a dizer sobre a actualidade senão que tudo vai mal, falar da crise, desemprego, precariedade, de Sarkozy o Socrates, ja nem me apetece.
Gostava saber onde isto ira parar, isso gostava...
Gostava de saber como esses governantes podem aceitar, se mirar todos os dias no espelho e conseguirem assim viver e respirar sabendo que pessoas estão frente a tantas dificuldades.
O que aconteceu para chegar-mos aqui ?
Se isto fosse o fim...
Só que só estamos no principio desta crise.
Outras estão a vir e proximas, estou a pensar no aquecimento da planeta; este inverno rigoroso, essas mini-tornadas em portugal, tempestadas de vento em França anuncia uma mudança climatica devido a esse aquecimento global.
Varias doenças e alérgias aparecem por cauza da polução atmosférica.
Estamos só no principio de grandes mudanças.

16 comentários:

gaivota disse...

lena, o que acrescentar? antigamente dizia-se "há mudanças, sim, mas a merda é a mesma...."
sabes uma coisa, viva o carnaval, o que o povo quer é festa, este passou e já se pensa no próximo, mais enredos e corriqueirices!
qual crise, qual quê???
só para disfarçar oportunismos!, porque crise sempre houve, cada um com as suas...
é como o tempo, já chove outra vez!
beijinhosssssssss

poesianopopular disse...

Lena
O Mundo estar em constante mudança, não é um mal, o mal é haverem pessos querendo interferir nessa mudança, natural, tentando canalizá-la para os seus interesses, pessoais, e pior ainda é não sentirem uma oposição forte e decidida, dos restantes, daí eu pensar que: a acumodação,por vezes poderá ser pior que a mudança!
Bjos amiga

Duarte disse...

De tudo isto o que mais me surpreende, por isso acho que andamos enganados, é que não tenha sido previsto.
Tudo passa, coisas piores já passaram, isto no aspecto económico, e não passa nada, são os ciclos económicos que têm que passar pelas curvas de subidas e de baixada; o que nos passa é que enquanto estamos com as subidas vivemos uma alegria que esquecemos quando a curva é decrescente.
Tem calma que isto passa, ainda que as consequências para alguns podem ser nefastas.
A tua escritura é muito pessoal e agrada.
Ânimo amiga!

Recebe todo o meu afecto num chi coração

Mário Margaride disse...

Olá Lena!

É infelizmente a realidade que nos cerca. Aqui, aí, pelo mundo fora. E podes ter a certeza que tão cedo, pouco ou nada mudará. É o preço da globalização!

Beijinhos e um excelente fim de semana.

Mário

Lena disse...

Gaivota,

Quando falo em mudanças é mais em mudanças climaticas; pois crises, é verdade ja tivemos outras e teremos mais...
Ja chove de novo por ai ? Não vai haver falta de agua este verão...
Hoje por ca foi dia de primavera, pena que tive fechada no meu trabalho toda a tarde...

Beijinhos

Lena disse...

Poesianopopular,

Se calhar sempre assim foi...
por vezes acontece algumas revoluções e depois tudo volta ao mesmo.

Beijinho José

Lena disse...

Duarte,

Penso que isto estava previsto mas não a escala mundial; isto parece um tsunami...
Se calhar tinha de acontecer o que aconteceu, assim estamos a ver muita coisa que não imaginavamos.

Minha escritura é muito basica Duarte, tento escrever para melhorar um pouco...

Obrigada pela tua amizade; acho que se não fosse estes comentarios ja tinha deixado de escrever.

Um beijo de amizade

Lena disse...

Mario Margaride,

Pouco o nada mudara, essa é a grande verdade Mario.
Esta planeta Terra é imensa, ha muito por fazer em algumas partes dela...so que governadas pelos regimes autoritários.

Bom domingo Mario !

Beijinhos

samuel disse...

Com algumas teremos que conviver... contra outras, ainda estamos muito a tempo de lutar!

poetaeusou . . . disse...

*
como não quero "estragar"
a minha digestão, não vou
escrever sobre o post, para
variar, vou falar do canto ...
,
o recanto como eu lhe chamo,
era chamado "da Sereia"
devido a uma rocha que lembrava
uma sereia, e que foi destruída
para passar o cano de cimento,
um corpo estranho que há 5O anos
está a mais, destoando . . .
Também é conhecido pelo canto
das Pedras ou o canto da Panela
a rocha grande, assente num tripé
de 3 rochas, que eu foto muito.
A Fontinha fica no meio do caniçal
do lado do mar, um pequeno rego,
e segundo a lenda quem a beber
ficará presa á Nazaré, para
todo o sempre, vou enviar-te
uma foto tirada esta manhã,
,
até aos anos 50,existiam 4 castas
os pescadores, os pés calçados,
os siteiros e os pederneiros,
quanto aos forasteiros;
a Nazaré, foi descoberta nos anos
50, por um grupo de jornalistas
franceses ligados a António Ferro,
e que este braço direito de
Salazar, não incluiu a Nazaré no
roteiro, mas eles cá chegaram,
realizaram filmes e documentários
e as Nazarenas homenageando a
Bastilha, ainda hoje, todo o
estrangeiro é francês, mesmo que
sejam muito altos e loiros,
Ora,
ficamos a ter mais 3 castas,
Franceses,todos os estrangeiros,
Senhoritos os burgueses com
uma "criada" para cada menino,
e os PALECOS, gente humilde
do Campo, que tomavam banho de
calças, camisa e jaqueta . . .
,
os residentes não nazarenos
são apelidados de PALECOS,
acontece Lena, que 60% do
Comércio e das Casas não
pertencem a Nazarenos e os
outros é que são PALECOS,
hááá e não estou a incluir as
lojas e restaurantes chineses,
qué fuôôr ?????? (quer Flor)
Tu escapas porque és do Distrito,
hehehehehe,
,
conchinhas solarengas, deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Achamos que esta sempre tudo em mudança, e talvez seja o normal, os planetas rodam, a nossa vida também, já os nossos bisavós diziam que estávamos no fim do mundo, e hoje em dia está-se a repetir o certas coisas que se passaram nesses tempos, o clima estar diferente é normal assim ser os pólos já se encontram desalinhados com tudo o mais que sabemos, o calendário Maia que é um dos mais correctos dizem que o inicio do fim do mundo é no ano 2012, será? talvez ainda cá estejamos para ver, mas enquanto cá estivermos cabe-nos a nós cada um dos seres deste planeta fazer tudo para preservarmos a natureza e podermos coabitar neste mundo com todos os outros seres
beijinhos

utopia das palavras disse...

É sempre tempo de mudança, mas infelizmente nem todas são susceptíveis de nos trazer mais-valia, por culpa da cabeça ambiciosa e perversa do Homem.

Boa reflexão Lena!

Beijinho

Lena disse...

Samuel,

Com algumas convivemos diariamente e outras quando formos a ver ja sera tarde para fazer algo.

bjo

Lena disse...

Poetaeusou,

Obrigada pela explicação,
pena que ai foram meter esse cano de cimento....

um beijo

Lena disse...

Multiolhares,

Nestes ultimos cem anos, a técnologia deu um grande passo em frente ao detrimento de outras coisas...
Veremos com o tempo o que isto da...

Beijinhos

Lena disse...

Utopia das Palavras,

Quando a maioria das pessoas podiam viver bém; so algumas aproveitam bém a vida e isso não é justo.
Pois estamos todos no mesmo barco, porquê uns tem tudo e outros nada ???

Beijinhos