quinta-feira, 24 de novembro de 2011

STOP..NÃO À VIOLÊNCIA DOMESTICA..


A violencia domestica tambem passa pela violencia psychologica...
O que pode se tornar muito pior e mais doloroso!!
Pois deita-nós abaixo, ficamos inseguras,
com falta de auto confiança
e marca-nós para o resto da nossa vida...

Umas linhas escritas sobre essa violência :

Em nada fiquei

Tudo a minha volta estremeceu,

as paredes fendilharam se

o chão abriu se de baixo dos pés

enquanto palavras voaram

em tempestadas e trovões

o céu obscureceu

e o inferno a minha frente

abriu se

sinti desfazer me em cinzas

só a agua de lagrimas

ensaiaram de apagar o tormento

vi o mundo desaparecer

e em nada fiquei




8 comentários:

Duarte disse...

É certo que a pressão psicológica pode fazer muito mal, sempre dependendo da personalidade do outro, assim como do seu querer. Então é quando passa a violência, pois passam a exercer sobre o indefeso acções negativas,, que podem destruir o ser.

A isto é ao que chamo um poema escrito com sentimentos fortes, puros.
Gosto muito!...
Convém que te esforces um pouco em melhorar o teu português. Mesmo tendo um certo encanto esta forma de escrever tua, enamora...

Um abraço muito forte, é a emoção que vai saindo...

Lena disse...

Duarte,

Sabes que me é dificil melhorar o meu português; não tenho as bases necessarias porque nunca andei na escola portuguesa...escrevo "quase" como falo : um português afrancizado...e falta me o vocabulario; depois tenho lido muito pouco, é na leitura onde encontro expressões novas, e muito mais....

Beijinhos Duarte e obrigada por ter corrigido os erros que tinha neste meu poema...um poema do qual gosto muito...

Mário Margaride disse...

É um verdade que teima em continuar a existir na nossa sociedade, Helena.

Gostei da forma como abordas este tema através deste poema. Duro e implacável!

Beijinhos e um bom fim de semana!

Mário

Lena disse...

Mario,

A violência existe a muitos niveis, não so sobre a "Mulher", mas toca também todos os dias idosos, crianças e homens tb...seja em palavras, em gestos e de mais formas....
Um poema sobre o sentir dum momento infernal...

Beijinhos Mario

josé Manangão disse...

Lena!
Quando o homem vir na mulher um ser igual - a violência termina!
Todos os animais partem para a agressão quando pensam que o seu opositor é mais fraco - só que isso nem sempre corresponde á verdade.
No caso da agressão psicológica, ela é sínica, e quanto a mim - a única maneira de combater um sínico sínico - é ser mais sínico do que ele.
É evidente que existem casos que fogem a estas regras, aos quais a inteligência supera.
Beijinhos querida amiga.

Lena disse...

José,

O problema é que o homen quer e continua a mostrar que é superior dessa maneira pela a violência e a mulher cala se e nada diz porque pensa ser culpada...acho que isto vem da maneira como foi criada...
A violência psicologica é mais subtil e por vezes nem se da conta que existe mesmo existindo e faz doer...
Para sair disso é preciso muita força o/e ajuda....

Beijinhos José

gaivota disse...

stop mesmo! muito seriamente!
um tema já cansado e sem fim à vista...
beijinhos

Mário Margaride disse...

Querida amiga Helena,

Passei por aqui, para te desejar uma excelente semana, e dar-te um grande beijinho.

Mário