quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Amanha....


Amanha irei pelos caminhos
que me levam a ti
estás com uma asa férida
e nada dizias
foi no meu sentir interior
aquele sentir inexplicável
que me fez amanha ir.....

Até a ti....

Sou tua mãe
quero te cobrir de beijos
curar essa férida
e trazer te para o nosso ninho
De onde cedo voastes
para a cidade e a escola da vida

3 comentários:

Duarte disse...

A vida é a melhor das escolas,
mesmo se esse ensino se torna cruel.
O meu desejo é que
essas gotas de consolo solidifiquem.
Para que esse regresso teu
obtenha o fruto desejado. Oxalá!

Amor de mâe!

Abraço-te, fruto da emoção

Mar Arável disse...

Mãe é mãe

Mário Margaride disse...

Um poema intenso, onde as emoções emergem neste mar que te inunda a alma e o coração....

Beijinhos querida amiga.

Mário