sexta-feira, 12 de junho de 2009

Desfolhando meu coração



Desfolhando meu coração
pagina após pagina
em cada uma
estavas presente
havia a pagina amizade
outro, côr de rosa, intitulada Amor
a seguir aquela encontros marcados
onde nossas conversas ficaram gravadas
E no meio uma transparente
o reflector das nossas almas.

9 comentários:

Cöllybry disse...

Quando as Almas se encontram,é melodia no Cosmos...

Lindo.


|)’’()
| Ö,)
|),”
|Terno beijo


ölhår_Îñðîscrëtö...Å ¢µ®¡ö§¡dädë

Elaine disse...

Olá!
Estou passando para conhecer seu blog.
Também estou aqui para te desejar um fim de semana maravilhoso e cheio de coisas boas!
Beijos.
Fique com Deus.

Duarte disse...

Só uma voz como a da Cesária Évora pode amenizar uma declaração como a tua.

Beijinhos

Mário Margaride disse...

Muito lindo e sentido este poema.

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

meus instantes e momentos disse...

lindo post, parabens,
maurizio

gaivota disse...

de que cor é o nosso coração?
é desfolhado a cada momento nos acontecimentos da vida!
e que bom ouvir esta morna da cesária évora... saudades de cabo verde!
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
o coração
é um livro virgem,
em que as páginas sem fim,
renovam quereres,
,
brisas de luz, deixo,
,
*

A.S. disse...

Lena,

Tudo fica gravado na alma... como uma tatuagem!


Beijos...

Lena disse...

Obrigada a todos pelo vosso calor e carinho que por aqui deixam...
Beijinhos....