segunda-feira, 28 de maio de 2012

Uma pequena apresentação da cura termal em Amélie-les-Bains


Aqui está a entrada das Termas "du Mondony". Esta entrada não dá para imaginar como é lá por dentro...
é outro mundo.


Aquele edificio é a parte esquerda das Termas du Mondony. O sitio é excepcional. A paisagem dos Pyréneus é lindissima.


Em Amélie-les-Bains existe duas Termas, as "Du Mondony", a mais frequentadas. E  estas "Les Thermes Romains", para a classe superior. Pagando uns 30 euros a mais por dia, existe outras regalias.

Em que consista esta cura ? No meu caso, meu médico termal prescreveu-me quatro tratamentos diários.
O primeiro são "cataplasmas", nos ombros e dois na coluna. O cataplasmo é uma "terra" misturada com a agua das termas, está a 45 graus e dura 10 minutos. Se é quente ? é, e bastante; quando ele toca a pele surprende.

Neste foto a mulher de cima tem um cataplasma nas costas.

A seguir continu naquele longo corredor e vou para a piscina; é uma piscina em forma de arco, com dez lugares numerotados; é um jacúzi... numa agua a 36 graus, os jactos da agua massajam o corpo dos pés subindo até os ombros durante 10 minutos.
Os primeiros dias a temperatura da agua fervia no meu corpo, hoje  adaptou-se e está a ser agradável. 




"La douche pénétrante" consista em receber jactos de agua sempre a 36 graus, nos sitios a curar durante 4 minutos. Quando se dali sai, as costas estão vermelhas.




E  o ultimo, o melhor, claro guarda-se sempre o melhor para o fim, não é ?
Imaginem agua misturada com terra (vos direi o nome dessa terra), sempre a 36 graus. A primeira vez quase voltava para atrás, tanto aquela mistura me horripilou. Hoje aprecio aqueles 10 minutos.





Uma cura dura três semanas; três semanas de descanço, no meio dos Pyreneus. Longe do barulho, poluição, num sitio bem calminho onde os dias correm devagarinho como o rio que ali passa "Le Tech".




6 comentários:

Diamantina Bica disse...

Uma cura muito boa sobretudo para o stress em que nós vivemos.
Espero daqui a uns meses também poder usufruir de algo parecido.
Aproveita bem
Bjinhos

Duarte disse...

As instalações são boas, oxalá que os resultados também o sejam. Bom, pelo menos relaxa-te!...
Um abraço grande

José Freitas disse...

O LAZER É ÓPTIMO, O PIOR É QUANDO FALTA O SUSÍDIO DE FÉRIAS.
Um programa recente da SIC Notícias disse mentiras sobre o caso «Equador», que tem frases inteiras copiadas de «Cette nuit la liberté».
MST é um «moralista» anti-Esquerda, refiro-me à Esquerda de facto e não à esquerda troikista.
A Censura anda muito activa nos comentários dos blogs. Espero que deixe passar este comentário.
Em www.anticolonial21.blogspot.com está a verdade inconveniente sobre a cópia de partes de «Cette nuit la liberté» por Miguel Sousa Tavares para o livro «Equador».

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo post...
Espectacular....
Cumprimentos

Duarte disse...

"Esta noche la libertad"... de Dominic Lapierre y Larry Collins?
Será posible!
Considero Sousa Tavares un buen escritor, parece increíble!

poetaeusou . . . disse...

*
amiga
,
aqui,
passi,
vi,
li,
gosti,
i (srsrsr)
me sumi !
,
conchinhas,
*