sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Em Tias, em Lanzarote fui ao encontro de José Saramago



Filho e neto de camponeses, José Saramago nasceu na aldeia de Azinhaga, província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro de 1922, se bem que o registo oficial mencione como data de nascimento o dia 18. Os seus pais emigraram para Lisboa quando ele não havia ainda completado dois anos. A maior parte da sua vida decorreu, portanto, na capital, embora até aos primeiros anos da idade adulta fossem numerosas, e por vezes prolongadas, as suas estadas na aldeia natal.






Estes quadros ornam o hall de entrada da casa do  autor..



Da casa se avista o mar...é um sitio calminho..onde faz bom viver.




o escritorio ..

José Saramago faleceu a 18 de Junho de 2010...





Aqui na cozinha onde ele costumava sempre oferecer um cafezinho português aos seus convidados..


 O jardim frente a casa..

Esta oliveira frente a sua bibioteca veio de Portugal; ele trouxe-a  de avião entre suas pernas..



 A biblioteca fica do outro lado da estrada da sua casa.



Aqui estão muitos livros  que lhe foram oferecidos a ele o a sua esposa , estão muito bem ordenados..



Tambem costumava escrever sentado aqui nesta cadeira...






Pertenceu à primeira Direcção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, de 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi director-adjunto do jornal  Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Casou com Pilar del Río em 1988 e em Fevereiro de 1993 decidiu repartir o seu tempo entre a sua residência habitual em Lisboa e a ilha de Lanzarote, no arquipélago das Canárias (Espanha). Em 1998 foi-lhe atribuído o Prémio Nobel de Literatura.

1 comentário:

Duarte disse...

Amiga, gostei deste encontro. Ilustrei-me de feitos que desconhecia e isso é enriquece a alma.
Já por lá andei, mas noutros tempos, nos que Saramago não pensava nisso.
Fez-me feliz saber de ti.
Beijinhos