terça-feira, 17 de novembro de 2009

Palavras caladas, palavras tabus...


Li no seu olhar

aquelas palavras caladas
palavras tabus
foi um olhar
que me deu um arrepio
me deixou pensativa
ela sabera ?
Acho que sim.
E também leu no meu
que tinha recebido a mensagem.

Ela sabia que era seu ultimo suspiro.


16 comentários:

alvaro de oliveira disse...

bonito poema,Lena.
é no olhar que se lêem as palavras
que habitam a alma
e os poetas sabem disso...
eles são uma porta escancarada para o mundo. chegam a fingir
que o mundo não se inquieta...com o olhar nem com as palavras.
Um beijo do álvaro.

Dia disse...

Ela sabia e quiz que o seu ultimo olhar fosse para ti...escolheu-te.
Porque cuidaste dos seus ultimos momentos com amor e carinho.
Beijinhos
Dia

Lena disse...

Alvaro de Oliveira,

Esse olhar que diz tanto,
e que por vezes, tanta vez me faz doer a alma e me deixa vazia.

beijos

Lena disse...

Dia,

Este momento passou se ontem de manha;
Essa mulher estava completamente conciente, serena, nenhuma dor no rosto;
no olhar dela vi que a porta do outro mundo se tinha aberto para ela.
Ela faleceu quando sai do trabalho, três horas depois deste momento.

Beijinhos Dia

Mário Margaride disse...

Nesses último olhar, nessas palavras caladas, estavam escritas tudo sentia por ti, e quão grato estava, pelo amor e carinho recebido.

Lindo poema!

Beijinhos e boa semana

Mário

renato disse...

Olá, Lena!

De passagem pelo seu blog, dei o tempo por bem empregue já que me foi proporcionado ler um excelente poema!

Parabéns e sempre que me permitir, passarei pelo seu jardim!

Beijinho,

Renato

Ofarol disse...

Lena, bonito poema...
Palavras sentidas... de quem tratou com muito carinho... e descreve o olhar de agradecimento, profundo de quem sabia agradecer...

Beijos

Vieira Calado disse...

Por acaso postei qualquer coisa que envolve a palavra li.

Beijinho

Lena disse...

Mario Margaride,

Foi um olhar que me gelou e me deixou sem voz...
São nestes momentos, onde vejo como a vida é preciosa e como ela de repente se pode acabar.

Beijinhos Mario

Lena disse...

Renato,

é sempre bém-vindo neste meu cantinho,
Não sou poeta Renato, escrevo simplesmente meu diario, da maneira como sei (pouco sei), vou tentando meter aqui estes meus gritos as vezes, meus sintires, coisas que gosto....

beijinhos Renato

Lena disse...

Ofarol,

Aquele olhar não era aquele olhar de agradecimento;
aquela palavra calada dizia que estava ja no tunel que leva as almas para o outro lado da vida.
Ao mesmo tempo, também havia esse agradecimento e tb dizia para a deixar tranquil...

Beijinhos

Lena disse...

Vieira Calado,

Li o que lestes nos olhos da Lili,
lê-se muita coisa nos olhos duma pessoa.


beijinhos

Multiolhares disse...

existem olhares que ficam para sempre, que nos penetram na alma e vivem na eternidade
beijinhos

gaivota disse...

há palavras caladas e cheis de sabedoria, há olhos que falam e suspiram, sem fim...
beijinhos

Lena disse...

Multiolhares,

Ha olhares como ha pessoas que nos tocam mais que outras...

Beijinhos

Lena disse...

Gaivota,

Ha momentos assim,
aqui é dor;
estes momentos são intensos...

Beijinhos