sexta-feira, 25 de julho de 2008

Palavras


Nas palavras não ditas

nas palavras sussuradas

nas palavras caladas

te encontrei

na palavra dos teus olhos

no teu sentir

no teu pensamento

nas tuas emoções

te descobri

andei a procura das palavras

p’ra te dizer o meu sentir

so que não as encontrei

foi nas palavras coladas ao meu coração

por onde caminhastes

que nos encontramos.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Vida imperfeita num mundo imperfeito


Nesta vida imperfeira
morre o jovem
sofre o velho
morrem a fome
o numa guerra
todos da mesma planeta
e tanta desigualdade
pelos paises e continentes
Que mundo é este
que andamos a destruir
tanta beleza e felicidade
nos podia dar
e so é horror e miséria
vidas estragadas
crianças morrendo a fome.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Meu palhaço


De baixo dos aplausos, o palhaço se retirou da cena.

A tristeza nos deixou depois de nos ter dado tanta alegria.

Ele retirou sua roupa, deitou se por se sentir tão cansado.

E muitas lembranças de boms momentos se recordou.

Ficou assim deitado de costas, olhando para o tecto

imaginando sua proxima entrada na cena.

Agora meu “palhaço”, descança…

bém mereces

depois de nos ter dado tanto da tua énergia e do teu tempo…..

Um beijinho para ti na ponta do nariz.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Sentimentos



Sou portuguesa de nascença
a França me adoptou e acarinhou
Tenho no meu jeito
um jeito de gitana espanholita
sou catolica, juiva o boudhista
Respiro o mesmo ar do que tu
e minha fala é universal
falo com meus olhos
o com as mãos
agradeço com um sorriso
convivo com pessoas
de muita nacionalidade
e a cada dia que passa
isso é um enrequecimento
falamos da vida do pais de origem
o de culinaria
de sitios a visitar
e das saudades.


terça-feira, 15 de julho de 2008

Marie...




Chamava se Marie, 75 anos, solteira, filha unica, sem familia...entrou no serviço onde trabalhava com varias patologias, posso dizer que estava quase em fim de vida..
Passavamos para a ajudar, eramos sempre agradecidas com o sorriso dela, uma palavra ..até que a saúde dela se degradasse e deixou de se levantar. Em poucos dias apanhou um enorme escara ao sacrum. Quando nos ocupávamos dela, víamos que ela sofria, mas nunca se queixava e nos agradecia sempre com seu sorriso.
Para a equipa a ver sofrer assim, não era possivel e tivemos de batalhar com o médico para lhe dar medicação para "a dor".
Chegou o momento das minhas férias de verão, disse lhe que ia estar ausente 3 semanas Ela me respondeu : " Quando você vier, ja não estarei neste mundo "..Lhe respondi " sim Marie, estará".
3 semanas depois quando voltei, a primeira coisa que perguntei foi noticias dela, me disseram que estava inconciente , ja a alguns dias.
Fui ao pé dela, lhe toquei a mão, e disse lhe : "estou de volta , Marie "...
Ela ja não podia dizer nada, mas senti um "enfim, voltastes, já me posso ir embora"..
Na noite seguinte, Marie nos deixou..

Ela esta la em cima, mas sempre com nos..

domingo, 13 de julho de 2008

Que stress II !!!



Lembram se que tinha stressado bastante no principio de junho. Minha filha de 18 anos, passou aquele exame chamado "bac", e não abriu seja um livro para o preparar.

No dia 4 de julho chegaram os resultados. Então essa menina que me fez sofrer, lhe disse que ela assim me matava, obteve seu passaporte para a universidade.

Parabéns para a minha Cindy !

Acho que ela ainda me vai fazer sofrer algums anos...

Mas depois disso é so alegria !!!!

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Seguirei sempre em frente


Montanhas inaccessiveis

abismos profundos

cataclismos

tempestada

trevoada

Nada me para

pelo este mundo fora

seguirei sempre em frente

com meus sonhos e meus desejos

Não é uma pedra no caminho

que me fera tropeçar

Sera sempre teu amor

que me da esperança e força

p’ra continuar


sexta-feira, 4 de julho de 2008

Mundo cheio de falsidades


Vivemos num mundo absurdo, onde nos somos as marionetes. Sabem como funciona uma marionete, é com ficelas. E nossos governantes brincam com nos, puxando essas ficelas; as vezes opõem os partidos, as vezes opõem o povo entre ele; e enquanto o povo discute, la em cima nossos ministros se riem de nos, vendo aquele espectáculo.
Somos marionetes, nos deixamos guiar pelo essas mãos cheias de sabedoria; porque nosso cérebro ainda não conseguiu descobrir que somos simplesmente manipulados.
Somos crédulos demais, somos como aquelas crianças que ainda acreditam no Pai Natal...
Quando é que seremos adultos e saberemos pensar ?
Quando vamos deixar de acreditar neste mundo cheio de falsidades ?